Minha indignação por você, Blogger.

31 de janeiro de 2012
To indignada. Realmente indignada. Mano, custa esse Blogger ser mais legal comigo? Hoje eu fui modificar umas cores no (antigo ¬¬) layout que eu tava usando. E adivinha só? Quando fui atualizar o Blogger não permitia continuar usando o MESMO layout de antes por que tava dando erro, e olha que nem fiz nada. 

Fiquei tentando procurar durante um tempão um novo template que fosse legal e que eu tivesse no meu computador. Bom, tudo o que eu tinha baixado toda minha vida resolveu sair do meu pc e nunca mais voltar, porque não encontrei a pasta que tinha os templates.

Ok, até tinha uns, mas não eram bonitos e tal. Mas fui colocar um deles, né. Tudo torto não dá pra ficar. Abri o bloco de notas pra salvar todos os widgets que eu tinha E, ADIVINHA MEU DEUS, o que acontece: falta luz ANTES de eu salvar o documento. É muita sorte mesmo que eu tenho hein.

Então, no desespero, resolvi criar um WordPress, pra ver se é mais seguro e legal. Eu acho que deve ser realmente, MAS tem o detalhe que se deve comprar tudo. Não to em condição de sair pagando coisa aloca pela internet, beijo. Sem falar que é bilhões de vezes mais chatinho de usar.

Porque isso foi acontecer, PORQUE? Logo agora que eu tava toda empolgadinha pra aprender mexer css (ou pelo menos tentar) e essa merda acontece e_e

Então. Se alguém tiver alguma dica de template bonito, eu ficaria extremamente feliz em saber.

TPM diz oi

27 de janeiro de 2012

Ficar de TPM é tão tenso. Tu está normal num momento e no outro necessita LOUCAMENTE de um pote de sorvete de chocolate, com calda de chocolate por cima, junto com uma barra de chocolate (meio amargo, por favor) e um filme fofo pra te fazer chorar porque tu não tem um amor fofo (e assim te fazer querer comer o dobro de sorvete de chocolate, com calda de chocolate por cima, junto com uma barra de chocolate — meio amargo, não esqueça — e blabla).

Tá, não estou exatamente assim. Não tem pote de sorvete de chocolate em casa com calda de chocolate por cima, nem barra de chocolate *chora*. Também não vou ver filme fofo porque tenho preguiça. Acho que a única coisa que posso falar que tenho é que estou toda nhenhenhem porque não tenho ninguém para abraçar — mas calma, já passa.

A única parte boa da TPM é tu poder justificar qualquer coisa com ela.
Policial: "Foi a senhora que matou aquele cara com três facadas, um tiro e um curvex no olho direito. Ok. Por quê?"
Eu, com cara de anjo: "Uhum, moço. É que eu tava de TPM ):"
Policial: "Aaah tá. Tá certo, podem soltar."
Mais ou menos isso que acontece. Sério. E o mais legal é que as pessoas aceitam essa desculpa numa boa (nota: eu já usei isso como desculpa, sei do que to falando. E, vai por mim, dá certo. Segunda nota: isso não vai funcionar se tu for homem).

*****sobre o desenho*****: ficou uma merda, QUASE que literalmente. Isso não é legal. Mas eu tava afim de desenhar qualquer coisa, então fiz isso. Não me culpem por não saber desenhar ok.

Aceito amigos, obrigada

17 de janeiro de 2012
Desenho do dia = carência master ou falta de amigos. Porque olha, tá difícil.

Minha longa (mentira, é pequena) história de vida é essa: até o terceiro ano do ensino médio eu tinha amigos sempre do meu lado, tipo, sempre MESMO, mas a burrinha não dava taaanto valor assim. O engraçado era nas férias, que a gente sempre dizia "dessa vez a gente marca alguma coisa pra fazer, certo", mas todos os anos era a mesma coisa e a gente nunca se via, nunca fazia nada. Aí acabou terceiro ano, acabou escola e acabaram os dias que Marina e seus amiguinhos se viam sempre e sempre.

Depois de todos esses anos juntos, a gente disse (não exatamente disse, mas acho que pensamos nisso): "Bom, a gente tá todo esse tempo junto, certo que vamos nos ver nas férias e toda vida..." e tal. E não é que nos vimos realmente algumas (raras) vezes? Mas agora nem msn serve como contato.

Enfim, o que eu quero dizer é: quero amigos. Eu sei que eu sou meio que totalmente antissocial, mas é que cansa um pouquinho SÓ ter meus gatinhos pra conversar e trocar ideias e abraçar. Dizem por aí que contato humano também é legal. Sei lá, dizem. Uma boa notícia para mim é que logo mais começarão as aulas e terei meus coleguinhas das dorgas comigo \o. Mas aposto que vou me reclamar horrores na primeira semana de provas que tiver ou no primeiro trabalho gigante.

Ai, que preguiça de viver viu.

Poetas?

14 de janeiro de 2012

O que são poetas sem uma inspiração? sem algo, ou alguma pessoa a inspirar um poema lindo, sempre e sempre haverá algo ou alguém, as inspirações não vem, e pronto, mas sim são brotadas de um amor forte e convicto, a inpiração de uma "musa", é das melhores a melhor, pois vivo isso. e acada instante, quero mais me profundar no lago do amor, pra ser feliz, e principalmente à torna-la feliz, pois minha felicidade é uma mera coadjuvante quando se trata de ver o sorriso dela, um sorriso tão resplandescente, que é capaz de tornar um pais, um mundo, talvez um universo inteiro feliz, ja imaginas-te? uma garota com todo esse poder e beleza? pois eu sim, e tento conquista-la mais a cada dia, pensando em quem sabe, poder fazer dela a garota mais feliz do mundo.
Jean Felipe

Frio + muita chuva + bagunça


Ai que lindo, o frio tornou a envolver meus dias de tédio. Tudo bem, se tem algo nesse mundo que eu odeio é passar frio (tipo, ter que voltar pra casa à pé, e acontecer uma tempestade instantânea, ou morrer congelada na parada de ônibus porque esqueceu de pegar um casaco), mas se estou bem agasalhada eu to super amando o clima. Sem falar que é mil vezes melhor um dia frio, que se pode ficar quentinha em casa abraçadinha nos meus gatinhos e olhando um filme qualquer com pipoca e chimarrão do que um dia pavorosamente abafado em que não se sabe o que fazer para passar o calor — uma alternativa para isso é passar umas boas horas tomando banho gelado, mas se todo o planeta resolver ter essa ideia pode acontecer de não termos mais água e coisas desse tipo, sem falar que a conta de água vai subir horrores e, possivelmente, alguém pode querer se matar pra não pagar a dívida e blá blá blá. Ou seja, friozinho (tolerável, faz favor) é bem melhor que calor (intolerável, do contrário é até um pouco aceitável).

Por uns bons dias, aqui onde moro (e todo o estado junto, credo) tava em seca. Aqui pelo menos não causou maiores danos, mas mesmo assim, a gente tava respirando terra de tão secos que estavam os dias. E então, milagrosamente, a senhora Chuva resolveu dar as caras e fazer todo mundo feliz. Quer dizer, nos primeiros minutos tava realmente tudo feliz, tudo bem e tal. Mas aí a senhora Chuva ficou braba e resolveu chamar o senhor Temporal pra infernizar tudo e alagar. E não é que infernizou aqui em casa também? Antes de começar a chuva que virou temporal, meu pai até tinha ido olhar as calhas, pra não entupir e fazer caca na nossa casa. Tava tudo limpinho, mas mesmo assim não resistiu à graaande quantidade de chuva e veja só, molhou um tantinho a nossa sala. O mais legal é que tinha visita aqui em casa quando tava acontecendo isso, aí todo mundo com uma cara de "OMG" e todos corre salvar as coisas. Ainda bem, e repito, AINDA BEM que o computador não fica mais na sala, senão minha vida estaria perdida. Molhou um pouquinho a tv, mas nem é tão importante assim. O pior foi ter que limpar toda a bagunça depois.

E falaaando em bagunça, tcharam!, meu quarto tá sendo todo arrumado *que maravilha, pula pula pula*. As paredes estão sendo pintadas, cama saindo do lugar de sempre e planos de uma estante nova e guarda roupa todo arrumado. Awn, acho que vai ficar legal finalmente. Aí enquanto não fica pronto eu vou arrumando a bagunça que vai se formando à volta. Aí, quando ficar tudo prontinho, tiro foto e coloco aqui. Um viva ao novo quarto *viva! viva! viva!*.

Carta.

11 de janeiro de 2012


Oi. To com dor no peito a umas duas semanas, é uma dor forte e que praticamente me mata. Essa dor fica mais forte quando eu estou abalada emocionalmente. Estou com medo, magoada, assustada. Sabe o gato da tua casa que quando as crianças chegam perto ele se encolhe porque sabe que vão jogá-lo pro alto e que não vão deixar ele em paz? Estou me sentindo assim. Sabe quando uma criança está com medo e se esconde quando faz alguma coisa errada e sabe que vai se ver com a mãe mais tarde? Acho que estou assim. Não, já sei como eu estou. Estou com uma dor no peito e que, para amenizar a dor, eu tenho que me abraçar em um canto e me auto socorrer. Me sinto sozinha, muito sozinha. Eu sei que tu tem a capacidade de me abraçar, então porque tu não me abraça? Parece que tu tá fugindo de mim, eu não quero isso e, ao invés de sair correndo atrás de ti e dizer 'não vá', eu me escondo em um canto e espero que tu olhe pra trás e lembre de tudo que passou e diga pra mim 'eu nunca vou te deixar, tu é tudo pra mim e eu vou ser o teu porto seguro até após o meu ultimo suspiro', algo que certamente eu faria por ti. Mas essa sou eu e não você. Eu só quero o nosso 'nós' de volta, eu não quero mais esse 'eu e tu' que eu já não suporto mais. Volta pra mim, volta. Eu te amo.

To gatinha, RAWR + resumo de férias

Awn, desenho fui eu que fiz. *Notinha pros entendendores de desenho: eu sei, tá uma merda, maaaas, como não desenho nada há muito tempo mesmo, até que ficou fofinho. E sim, eu tentei me desenhar gatinha.*

Aí eu, empolgada por ter feito um desenho quase que razoavelmente legal, resolvi mudar todo o layout do meu mini blog, e tcharam! deu nisso. Ficou essa coisa toda cor-de-rosa. E bom, podem agora respirar aliviados, eu não sou uma guria que veste rosa. Não mesmo. Mas mesmo assim, nas coisas eu acho tão fofinho essa cor (mas não em exagero, faz favor). Enfim, deu nisso ae. AH, "mas que fonte horrível é essa no banner?" é a minha letra feia ^^. 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

~Resumo das minhas férias~
Então, to fazendo nada. Tipo, nada mesmo. Ok, comecei a trabalhar final de novembro, mas fora isso, é nada. Um vazio, um vácuo existente na minha lista de coisas que poderia fazer nas férias (lista? que lista?). Eu até que comecei a ler de novo, porque até isso eu parei de fazer, mas to num ritmo muito lerdo. Eu leio umas três páginas dum livro e caio no sono eterno da beleza. Eu pensei que eu fosse sair mais, mas olha, tá dificil. Nem tenho com quem sair *forever alone super mega mode on*. E pra ter noção da minha preguiça de não fazer nada, eu nem sei mais escrever direito.

Enfim, é mais ou menos isso. Nadinha. A única coisa que me distrai são meus gatinhos super fofos e que não param quietos e comilões masters (?). Acho que to querendo que comecem as aulas logo para que então eu tenha uma vida social, não que me faça falta, é claro u_u, mas sair um pouco mais as vezes também é legal. Mas tenho certeza que mudarei de opinião quando tudo começar a acumular. Droga.

 

Follow by Email

Theme e conteúdo por Marina R. - © Marina's Journal 2011 ~ 2017